PAIXÃO SENSORIAL

22 de fevereiro de 2017, postado em Notícias por Cleyton Queiroz

INCLUSÃO SOCIAL


Para o torcedor comum assistir a uma partida de futebol é um lazer cotidiano, com uma frequência praticamente semanal. Mas para crianças especiais, acompanhar uma partida de seu time do coração, comparecendo ao estádio pela primeira vez é uma experiência inesquecível. E quatro torcedores mirins do Fortaleza com deficiência visual, tiveram a oportunidade de acompanhar a partida (19/02) do clube  no Castelão, vencida pelo Leão por 3 a 0 contra o Uniclic.

A ação foi em parceria do clube com o Instituto dos Cegos do Ceará, e alunos do MBA em Gestão Empresarial da Pós-Unifor que desenvolveram o projeto de acessibilidade “Olhos que enxergam com o coração”.

Eles tiveram a oportunidade de sentir a magia de um estádio como o Castelão, conhecendo o gramado, vestiário e entrar em campo com o time, tudo vestido com camisas personalizadas do Leão, com o nome deles escritos em braile.

“Existe um grande número de pessoas que tem todo tipo de deficiência e não tem acesso a uma experiência dessa. É uma obrigação nossa, dentro de um projeto social de trazer as pessoas para a sociedade e para o futebol. E o Fortaleza, como clube da garotada, sente muito orgulho em receber estes torcedores tão especiais”, declarou o presidente do Leão, Jorge Mota.

E a cada passo dos garotos – acompanhados por pais e responsáveis – cada toque, sons, eles conheciam um mundo diferente: tocando o gramado, o banco de reservas, a linha divisória do campo, as redes das traves e claro, chutando a bola para marcar seus gols, em expressões emocionantes a cada descoberta. Em uma das cenas mais emocionantes, foi quando um dos garotos, acompanhado e orientado pela mãe, fez questão de subir os degraus da arquibancada, se apoiando nos corrimões com sua bengalinha.

Mas o segundo momento da experiência reservava uma emoção ímpar: os garotos puderam acompanhar a partida na arquibancada e ouvindo uma narração audiodescritiva, com aparelhos especiais de rádio frequência, semelhantes aos usados para tradução simultânea.

EXEMPLO

Para o professor de educação física da Unifor, Vicente Cristino, que acompanhou de perto um dos garotos na caminhada pelo gramado, a experiência vivida por eles é inesquecível.

“A única deficiência que estes garotos têm é a cegueira. Mas eles podem torcer e vibrar com seu clube de coração como qualquer outra pessoa. É só você fechar os seus olhos e sentir. Eles estão entrando pela primeira vez no estádio e jamais eles esquecerão este momento. E podemos abrir para todas as pessoas com deficiência esta inclusão. A experiência delas em um dia como este é para o resto da vida.

VLADIMIR MARQUES

Repórter

Fonte: Diário do Nordeste / Caderno Jorgada.

 

IMG-20170220-WA0016 - Cópia  IMG-20170220-WA0018 - Cópia IMG-20170220-WA0014 IMG-20170220-WA0015 IMG-20170220-WA0017

PAIXÃO SENSORIAL 0 comentários

.

Comente

 
 
 

Outras Noticias

Jornal na Sala de Aula participa do VIII Encontro Nordestino de Educação e Cidadania

28 de setembro de 2017, postado em Notícias por Cleyton Queiroz

O Programa Jornal na Sala de Aula fez uma apresentação no VIII Encontro Nordestino de Educação e Cidadania, encontro realizado pelo Instituto Nordeste Cidadania. Este ano, o encontro teve como tema central “O Ser coletivo e os valores humanos”. O evento aconteceu nos dias 23 e 24 de agosto, no Centro Administrativo do Banco do Nordeste […]

FORMAÇÃO INFANTIL HUMANÍSTICA

03 de julho de 2017, postado em Notícias por Cleyton Queiroz

São Gonçalo é a primeira cidade do Estado a colocar em prática, na rede municipal de ensino, a formação complementar oferecida pelo projeto “Valores Humanos na Educação Infantil”. As crianças tem a oportunidade de participar de atividades que reforçam a amorosidade e a formação humanística. O projeto é uma iniciativa do Instituto Myra Eliane. leia […]

Ceará reduz a quase zero o número de crianças analfabetas

23 de junho de 2017, postado em Notícias por Cleyton Queiroz

Em prazo de dez anos, o Ceará reduziu de 32% para 0,7% o percentual de crianças matriculadas no 2º ano do Ensino Fundamental que não sabem ler, escrever e entender o que leem, ou seja, não alfabetizadas. Este foi um dos indicadores divulgados, na cerimônia de 10 anos do Programa de Alfabetização na Idade Certa […]

BETT EDUCAR CRESCE E SE CONSOLIDA COMO REFERÊNCIA EM CONTEÚDO INOVADOR E DE SOLUÇÕES PARA ESCOLAS E UNIVERSIDADES

31 de maio de 2017, postado em Notícias por Cleyton Queiroz

BETT EDUCAR CRESCE E SE CONSOLIDA COMO REFERÊNCIA EM CONTEÚDO INOVADOR E DE SOLUÇÕES PARA ESCOLAS E UNIVERSIDADES Avaliação positiva de participantes e expositores abre novas perspectivas e desafios para 2018 São Paulo, 29 de maio de 2017 – A Bett Educar 2017, principal evento para o segmento educacional brasileiro e latino-americano, encerrada no dia […]

Mais Notícias